Conheça os 5 maiores arrependimentos das pessoas e saiba como evitá-los

5arrependimentos

Sinto lhe informar, mas você está morrendo.

Talvez não hoje, mas com certeza estamos todos morrendo um pouco a cada dia.

Lembro dos meus 14 anos, quando eu só conseguia me imaginar tocando guitarra por toda a minha vida. Todos os meus amigos tocavam alguma coisa e tínhamos uma banda que só se apresentou três vezes. Isso sim era divertido!

Também tinha aquela menina com um sorriso lindo por quem eu era apaixonado. Na época eu era completamente tímido e, embora fossemos muito próximos, nunca tive coragem de declarar o que eu sentia.

As duas histórias estranhamente se cruzam em uma aula de guitarra. Não sei porque, mas quando eu entrei na sala de aula, meu professor virou para mim e disse – “Você já se despediu dos seus pais? Dos seus amigos? Já disse tudo o que queria dizer e já fez tudo o que queria fazer?”.

Eu fiquei paralisado e confuso, até que ele continuou “Um meteoro caiu na Terra. O impacto vai chegar em 5 minutos. É o fim Thiaguito. Aproveite esses últimos momentos para viver”.

Até hoje não sei porque diabos alguém falaria isso do nada, mas por alguns minutos eu acreditei naquilo. Meu professor de guitarra, Andres Cassis, não me ensinava só musica. Nossas aulas eram recheadas de discussões filosóficas onde ele sempre me tirava da zona de conforto. Algumas vezes ele falava só em inglês e me proibida de falar o tupiniquim. Em outras ele dizia que um meteoro tinha caído na Terra. Legal.

Aquele foi o primeiro dia que um adolescente percebeu a brevidade da vida. Foi o primeiro instante de pequenez de um jovem que achava poder mudar o mundo. Naquele momento, tudo o que eu estava deixando para depois pareceu dar de cara com uma barreira intransponível chamada morte.

Foram apenas alguns segundos, mas o arrependimento dentro de mim durou anos. Eu não havia me declarado para a garota que eu gostava. Eu não tinha feito shows o suficiente. Meus milhares de sonhos e planos para o futuro iriam sumir junto comigo. Eu fui gentil com os meus pais? Eu amei verdadeiramente as pessoas que estavam ao meu redor?

Meus olhos estavam quase se enchendo de lágrimas, quando ele disse para mim: “É brincadeira”. Mas no fundo, eu sabia que não era. Naquele momento eu tinha que morrer, ou então eu continuaria vivendo de uma forma deprimente e insatisfatória. Havia de nascer um novo Eu.

Quais são os seus arrependimentos?

arrep01

Aqui entra em cena o livro de Bronnie Ware, uma enfermeira australiana que cuida de pacientes em suas últimas semanas de vida.

Quase 10 anos após a “queda do meteoro”, surgia o livro Top Regrets of the Dying (Maiores arrependimentos à beira da morte). A notícia sobre o livro estava em todos os lugares e eu acabei sabendo dele em um momento de procrastinação no trabalho. Algumas semanas depois eu estava me demitindo para começar a trabalhar de casa.

Não sei como você lida com isso, mas eu não consigo mais viver uma vida que me traga arrependimentos. Este é meu lema desde o então e tento sempre viver a minha vida ao máximo.

Muitas coisas mudaram com essa filosofia de vida e eu posso citar alguns feitos que essa transformação me proporcionou:

  • Minha timidez e introversão se inverteram. Hoje eu gosto de falar em público, estou produzindo aulas em vídeo para o site e digo (até demais) o que estou pensando e sentindo.
  • Desde pequeno sempre quis tocar piano. O que me impedia era eu mesmo. Depois de perceber isso, consegui o dinheiro para comprar um piano usado em menos de seis meses.
  • Decidi melhorar minhas habilidades de desenho até um nível aceitável. Fiz isso em 30 dias enquanto criava uma técnica de aprendizado rápido. Espero ensinar este método em breve para vocês.
  • Depois que minha paixão por escrever surgiu, tenho escrito praticamente todos os dias. Inclusive, estou lançando meu eBook que você pode baixar gratuitamente aqui.
  • Abandonei a ideia de trabalhar para os outros. Abracei de vez a vida de empreendedor digital e o sonho de ajudar as pessoas em um trabalho significativo.
  • Parei de perder tempo com entretenimento e criei uma disciplina invejável. Se antes eu jogava ou assistia séries por horas, hoje eu consigo produzir e estudar sozinho e ainda terminar meu dia feliz e satisfeito.

Mas a questão não é essa. Pessoas diferentes possuem aspirações diferentes.

O que importa é o que mudou aqui dentro de mim. Infelizmente só eu consigo sentir a satisfação pessoal que tenho de fazer tudo o que tenho feito. Escrever para vocês, conhecer pessoas incríveis e fazer diariamente algo com propósito.

Tudo isso só foi possível por um motivo.

Os 5 maiores arrependimentos

arrep02

Para a minha surpresa, os cinco maiores arrependimentos na verdade são apenas um. Você consegue perceber qual o padrão?

1- Queria ter aproveitado a vida do meu jeito e não da forma que os outros queriam.
2- Queria não ter trabalhado tanto
3- Queria ter falado mais sobre meus sentimentos
4- Não queria ter perdido contato com meus amigos
5- Queria ter me permitido ser feliz

Em todos eles, as pessoas estão indo contra a sua própria essência, agindo apenas de acordo com a aprovação social.

  • Fazemos o que os outros querem, pois o maior desejo do ser humano é ser aceito pelos outros.
  • Trabalhamos demais para fazer parte de um sistema, sem perceber que como as coisas são feitas são tão importantes quanto o que é feito.
  • Abafamos nossos sentimentos, pois temos medo do julgamento alheio.
  • Temos dificuldades em reatar relações, pois não queremos parecer fracos. Existe um orgulho estúpido que faz com que ninguém corra atrás de ninguém.
  • Não permitimos a felicidade, pois só se encontra a felicidade estando de acordo com o que você é.

Desde cedo já somos podados para pensar assim. Seguimos um fluxo da normalidade que tem nos limitado por todos os lados. Embora você não acredite nisso, basta fazer algumas simples perguntas para perceber até onde nossos desejos são realmente nossos.

Alguma vez você já pensou que precisava de um emprego?

Claro, afinal, “não é possível sobreviver sem um emprego e sem dinheiro”. Mas de onde surgiu a ideia de que só é possível ganhar dinheiro trabalhando para os outros?

Quando comecei meu próprio negócio, as pessoas entendiam que eu era um freelancer. Ou seja, que eu trabalhava para os outros, mas de casa e com mais liberdade. Mesmo explicando que eu era autônomo, um modelo padrão de emprego surgia para me tornar uma pessoa normal.

O mais engraçado disso é perceber que passamos diariamente por centenas de negócios próprios geridos por empreendedores. O dono da padaria da esquina não pensou que precisava de um emprego. Ele fez o seu próprio emprego e ganha dinheiro desta forma. Na verdade, as pessoas que ganham mais dinheiro não são as empregadas, mas sim as empregadoras.

A questão não é defender o empreendedorismo, mas sim perceber que criamos na nossa mente um caminho padronizado para as nossas vidas. Até as roupas que usamos fazem parte de uma tendência. Você nunca usaria as roupas dos seus pais quando eles tinham a sua idade. Embora nos pareça um estilo cafona, na época deles aquilo era o padrão de beleza. Percebe como nossos gostos e desejos são limitados e moldados pelos outros?

Como viver de acordo com a sua essência

arrep03

A única forma de viver sua vida ao máximo é começando a viver a sua própria vida.

O desejo por aceitação social é humano e inevitável. Sabendo disso, comece a se cercar de pessoas que estejam de acordo com aquilo que você quer e não o contrário. Nosso entorno deve se adaptar às nossas estranhezas, atraindo assim pessoas tão loucas quanto nós.

Abandone os caminhos que já existem e compreenda que você é responsável por criar o seu destino.

Veja o meu caso. Eu sei que muitas dessas coisas podem incomodar os outros, mas isso não me importa, pois me interessam apenas as pessoas que querem transformar o mundo. É isso que eu quero atrair ao meu redor.

Se você é um louco como eu e quer viver a sua vida ao máximo, do jeito que você gostaria que fosse possível, então vamos criar a nossa própria comunidade. Vamos gerar a nossa própria aprovação social e viver dentro de um círculo de pessoas que aceitem as outras como elas são, independente das suas diferenças.

Como o assunto é extenso, criei um eBook para auxiliar as pessoas como você nesta jornada. Nele eu descrevo melhor o processo para que você possa criar a vida dos seus sonhos, tudo de acordo com a mentalidade das pessoas mais inspiradoras do mundo.

Além de ganhar o livro completamente gratuito, você também se tornará parte deste projeto, podendo contar comigo e com os outros membros para te ajudar na sua jornada pessoal. Confira:

E-Book Grátis - Plano de Vida

E se você pudesse viver a sua vida ao máximo?

Neste e-Book, compartilho uma estratégia de três simples passos para que você construa um plano de vida ideal para que você viva uma vida sem arrependimentos.

*Fique tranquilo. Seus dados nao serão compartilhados e não enviamos SPAM.