Como adicionar recompensa ao seu esforço

black-and-white-people-bar-men

O Livro Outlier traz uma frase interessante – “Todo trabalho significativo depende de três fatores: autonomia, complexidade e relação entre esforço e recompensa”.

A maioria dos empregos costuma falhar em alguns destes pontos, mas teoricamente, se você seguir o caminho do empreendedorismo, todos eles devem ser satisfeitos.

O problema surge no início do seu projeto. Você tem autonomia e seu trabalho possui a complexidade que você escolheu, mas dificilmente seu esforço será recompensado como você gostaria.

Tomemos como exemplo um músico que começa a gravar vídeos. Independente de quão incrível ele seja, muitos fatores podem determinar o sucesso ou não do seu trabalho. Talvez ele ainda tenha que melhorar muitas coisas, mas o fator sorte é definitivamente o ponto chave da equação.

Aqui não quero dizer que o sucesso depende da sorte. Quero dizer que, se JK Rowling falhou quase 40 vezes antes de conseguir que Harry Potter fosse aceito, a sorte irá influenciar na quantidade de esforço que você vai precisar. Perseverança sim importa.

Mas como então aguentar um trabalho que não possui recompensa alguma? Como continuar dia após dia tentando até que as coisas finalmente comecem a dar frutos?

Life Hack – Criando falsas recompensas

asdasd

Maluco ou criativo, tudo depende do ponto de vista.

Larguei todas as coisas para me dedicar totalmente naquilo que quero fazer. Pode parecer incrível ter tempo de sobra, mas a verdade é que o paraíso é um inferno.

Sem ter retorno inicial algum, você invariavelmente começará a correr atrás de validações e outras formas de se sentir recompensado pelo seu esforço. A coisa piora quando você não tem mais grandes necessidades no mundo material e social. Depois de algumas experiências, ficou claro para mim que a felicidade vem do desejo e não da satisfação. Enquanto você luta para conseguir algo, você se sente preenchido, mas quando chega na meta, ela parece se evaporar e perder todo o seu sabor.

Como lidar?

A resposta que inventei foi bloquear o meu dinheiro.

Ao invés de apenas escrever e utilizar o retorno como base de recompensa, criei um sistema de auto-pagamento, onde cada atividade positiva do meu dia libera alguma quantidade em dinheiro.

Isto é ótimo como reforço positivo, pois representa um ganho simbólico, além de aumentar a urgência das minhas ações. Se eu não fizer nada, não conseguirei pagar conta alguma no final do mês, pois o dinheiro que eu mesmo tenho está bloqueado.

A técnica pode ainda ser aplicada em outros cenários.

Uma pessoa que trabalhe 40 horas por semana pode não ter noção de esforço-recompensa, pois não sente o retorno direto sobre seus trabalhos. Por exemplo, se eu fizesse 1 ou 3 sites por mês, meu salário seria o mesmo. Se eu estudasse 1 ou 8 horas, o resultado seria o mesmo, pois eu conseguiria passar nas matérias.

Atribuindo um valor específico para cada atividade, o cenário muda. Você gamifica suas ações e atribui uma pontuação direta. Cada site libera uma quantidade X de dinheiro. Cada hora estudada libera outra quantidade Y de dinheiro.

Para mim, escrever um texto me libera R$ 70, o que me obriga a escrever muitas vezes por mês. Ao mesmo tempo, o retorno das publicações também libera outra quantidade, digamos que R$ 2 por curtida, o que me incentiva a escrever textos melhores e acessíveis ao público.

O melhor de tudo é que os valores podem ser sempre ajustados de acordo com seus objetivos. Se eu me ver escrevendo textos ruins, posso remover o benefício de escrever, adicionando apenas um valor para as curtidas, o que me faria tentar cada vez mais alcançar o meu público.

Próximos passos

Atualmente eu anoto em um bloco de notas o valor que tenho liberado para gastar.

Se eu não tiver saldo liberado, não posso sair, não posso pagar contas e não posso fazer nada a não ser trabalhar.

Entretanto, talvez seja interessante desenvolver um processo mais tangível de recompensa. Estão em meus planos criar um aplicativo simples para contabilizar estes valores, ou mesmo usar algum dinheiro impresso para simbolizar a premiação que recebo por cada atividade.

Se você tiver interesse em participar desta ideia, não deixe de me contar os resultados e como o processo tem acontecido!

— x —

Me custou um pouco escrever sobre uma das minhas técnicas malucas. Me julguem nos comentários e, se tiverem achado interessante, compartilhem o texto com os amigos! Para você o custo será mínimo, mas para mim será dinheiro liberado.

E caso tenha interesse em manter-se informado de mais Life Hacks, produtividade ou empreendedorismo, inscreva-se na newsletter. Muito obrigado!